Dicas

O que mais emprega em Curitiba? Entenda!

Se você está procurando por bairros bons e baratos para morar em Curitiba e, ao mesmo tempo, bons empregos na cidade, fique por aqui. Neste artigo, vamos te ajudar a entender mais sobre a economia local de Curitiba!

O que mais emprega em Curitiba?

Alguns dos principais setores de empregabilidade em Curitiba no primeiro semestre de 2023, de acordo com dados da Prefeitura de Curitiba, são esses aqui:

  • Setor de Serviços: Este foi o setor que mais gerou empregos em Curitiba, com 9.145 vagas. O setor de serviços é bastante amplo e inclui diferentes tipos de atividades, tais como saúde, educação, tecnologia da informação, transporte, atividades financeiras, entretenimento, hospitalidade, entre outras. Ele é considerado a espinha dorsal de qualquer economia moderna e está intimamente ligado ao nível de desenvolvimento de uma cidade. A alta empregabilidade neste setor em Curitiba pode indicar uma demanda crescente por estes serviços e um ambiente urbano em expansão.
  • Construção Civil: Este setor ficou em segundo lugar na geração de empregos, com 1.391 vagas. A construção civil é responsável pela construção de infraestruturas residenciais, comerciais e industriais. A alta demanda por empregos neste setor pode sugerir um crescimento robusto na cidade, seja em termos de infraestrutura residencial ou comercial. Este crescimento pode estar associado a um aumento da população e do setor empresarial.
  • Comércio: O setor de comércio ficou em terceiro lugar, com 425 vagas. Este setor abrange a compra e venda de mercadorias, tanto a nível de atacado quanto de varejo. Ele também inclui a importação e exportação de mercadorias. O setor de comércio também é vital para a economia de uma cidade, pois proporciona acesso a uma variedade de bens e serviços para os residentes e é um importante gerador de receitas fiscais.
  • Indústria: Este setor apresentou um saldo negativo, com a perda de 1.560 empregos. O setor industrial é composto por atividades de produção, que vão desde a manufatura de pequenos bens de consumo até a produção em grande escala de maquinário pesado. A perda de empregos na indústria pode ser resultado de vários fatores, incluindo a automação, a mudança para uma economia mais baseada em serviços ou dificuldades econômicas no setor.
  • Agropecuária: Este setor também apresentou um saldo negativo, com a perda de 25 empregos. A agropecuária envolve a criação de animais e a produção de alimentos através do cultivo de plantas. Em uma cidade como Curitiba, a agropecuária pode não ser uma indústria dominante devido ao espaço limitado e à urbanização, o que poderia explicar a perda de empregos neste setor.

Em resumo, o cenário de empregabilidade em Curitiba é dinâmico e reflete o desenvolvimento e a evolução econômica da cidade. 

O setor de serviços tem se destacado como o maior gerador de empregos, reforçando o papel da cidade como um centro urbano em crescimento que atende a uma gama diversificada de demandas de serviços.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 17 =